ENTRE EM CONTATO (96) 3198-4128

Ouvidoria do MPMT atende moradores do bairro Jardim Fortaleza e região

31 Julho 2019
Ouvidoria do MPMT atende moradores do bairro Jardim Fortaleza e região

Assim que começaram os atendimentos do projeto Viva o Seu Bairro no bairro Jardim Fortaleza, no último sábado (27), a auxiliar de serviços gerais Janete Ana de Oliveira procurou a equipe da Ouvidoria do Ministério Público de Mato Grosso (MPMT). Acompanhada pelo presidente do bairro, Ireno Prado, a moradora buscou ajuda para resolver o problema da água que mina embaixo da casa dela. “Minha casa está praticamente destruída, alicerce, parede, piso. Já tentei negociar com a vizinha para aprofundarmos a valeta que existe, para que a água não entre debaixo da casa, mas ela não aceita. Por último, ainda colocou uma fossa lá, que está minando rente à minha parede”, contou.

Janete foi atendida e abriu um registro que, conforme a oficial de gabinete da Ouvidoria Norma Hans, será encaminhado para as devidas providências. O setor aguarda o envio de fotos e documentos pela moradora para dar os encaminhamentos no decorrer da semana. “Vamos verificar a possibilidade de enviar um técnico do projeto Água para o Futuro para verificar a possível existência de uma nascente no local”, informou Norma. Contudo, caso seja confirmado que a origem do problema está relacionada com a vizinha, Janete será encaminhada para atendimento da Defensoria Pública.

Os atendimentos foram realizados das 16h às 19h, no campo de futebol do bairro (conhecido como Campo da Baixada), durante a oitava participação da Ouvidoria no evento. A equipe do MPMT aproveitou a oportunidade para divulgar a instituição, distribuir material orientativo aos moradores e esclarecer dúvidas. “Aproveitamos a oportunidade de estar na comunidade para oferecer todos os serviços da Ouvidoria - que são os registros de reclamações, denúncias, elogios, sugestões, solicitações e a divulgação da atuação do MPMT – e informar nossos canais de atendimento”, relatou Norma Hans.

A servidora destacou ainda que, antes do evento, é realizado um levantamento das ações ajuizadas pelo Ministério Público e dos termos de ajustamento de conduta firmados que envolvam a região beneficiada pelo projeto. “Quando chegamos no bairro, já temos um mapeamento. Após os atendimentos, por exemplo, é possível verificar se os acordos estão sendo cumpridos ou não”, explicou.

 

Fonte: MPMT




FALE CONOSCO

Tem alguma dúvida?

ENVIE UM CONTATO
MURAL

Deixe sua mensagem para o conselho

PARTICIPAR