ENTRE EM CONTATO (69) 3216-3770

PGJ de Goiás solicita auxílio dos MPs Estaduais e do DF no atendimento a possíveis vítimas de médium

14 Dezembro 2018
PGJ de Goiás solicita auxílio dos MPs Estaduais e do DF no atendimento a possíveis vítimas de médium

O procurador-geral de Justiça, Benedito Torres Neto, encaminhou, na tarde desta terça-feira (11/12), um ofício-circular aos procuradores-gerais de Justiça dos MPs Estaduais e do Distrito Federal solicitando que sejam designadas unidades de atendimento para colheita de depoimentos de possíveis vítimas do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus. Conforme destacado no documento, a solicitação considera a gravidade dos fatos relatados em matérias jornalísticas que apontam supostos crimes contra a dignidade sexual praticados na comarca de Abadiânia. Assim, a intenção é que as possíveis vítimas sejam atendidas nos seus locais de residência. 

No âmbito do MP-GO, Benedito Torres Neto assinou ontem (10/12), uma portaria designando cinco promotores e duas psicólogas da equipe do MP para integrarem a força-tarefa instituída para apurar as acusações de abuso sexual feitas contra João de Deus. O grupo é composto pelo promotor de Justiça Steve Gonçalves Vasconcelos, que está em substituição da Promotoria de Abadiânia, onde os fatos teriam acontecido e onde tramitarão eventuais ações penais; o coordenador e o coordenador adjunto do Centro de Apoio Operacional (CAO) Criminal do MP, Luciano Miranda Meireles e Paulo Eduardo Penna Prado; a coordenadora do CAO dos Direitos Humanos, Patrícia Otoni, e a promotora Gabriella de Queiroz Clementino, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). As psicólogas são as servidoras Liliane Domingos Martins e Lícia Nery Fonseca.

 

Fonte: Ministério Público do Estado de Goiás

Texto: Cristina Rosa / Assessoria de Comunicação Social do MP-GO





FALE CONOSCO

Tem alguma dúvida?

ENVIE UM CONTATO
MURAL

Deixe sua mensagem para o conselho

PARTICIPAR